terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Moradores de rua abandonados

Em época da comemoração pela declaração dos direitos humanos, constatamos que a situação dos moradores de rua é dramática.

Este assunto é colocado como um caso sem solução. Os moradores crescem a cada dia, enquanto o estado pode usar bilhões para cuidar da crise de grandes empresas com 15 mil empregados, não faz o mesmo com mais de 20 mil moradores de rua em São Paulo. Eles são gente e não estão na rua porque querem, são frutos de uma sociedade extremamente competitiva e destruidora das vidas que não conseguem por si só acompanhar este ritmo. Deveriam ser recuperados pelo estado e reinseridos na vida com dignidade. Afinal se a cidade de São Paulo tem aproximadamente 12 milhões de habitantes, teríamos o número de 1 morador de rua para cada 6 mil habitantes. Acho que dá para cuidar, não dá? Então porque o governo não faz? Esta morada fica na rua Haberbeck Brandão esquina com a Ruben Berta, embaixo no pontilhão, está lá há mais de ano, isso eu sei porque passo sempre por aí. É um bom tempo. Daqui a pouco poderá pedir uso capião do terreno e se tornar proprietário. Alô autoridades !!

Um comentário:

Carolina disse...

É uma pouca vergonha essa cidade!!!
Em pleno século 21 ainda ninguém resolveu o problema dos excluidos.
Gostei do blog, parabéns pela iniciativa!!